A Razão Desconhecida


Num momento insólito,
Entrego-me ao súbito consciente,
Reflecto o Presente,
E ordeno o Futuro.

Vejo que algo me enfraquece,
Que me põem infeliz.
Estou apagado.

Há algo que tem de mudar!
Olho em redor…
Vejo a felicidade exposta,
Na ignorância humana.

Sou diferente deles!
E interrogo-me…
Isso é bom ou mau ?

Eis uma questão de livre interpretação ;)


By : GAPS’

7 comentários: