A Razão Desconhecida


Num momento insólito,
Entrego-me ao súbito consciente,
Reflecto o Presente,
E ordeno o Futuro.

Vejo que algo me enfraquece,
Que me põem infeliz.
Estou apagado.

Há algo que tem de mudar!
Olho em redor…
Vejo a felicidade exposta,
Na ignorância humana.

Sou diferente deles!
E interrogo-me…
Isso é bom ou mau ?

Eis uma questão de livre interpretação ;)


By : GAPS’

Cinzas .

No silêncio do teu olhar
Imaginei-te á luz do luar…
Sentei-me ao teu lado ao pôr-do-sol,
Sorri-te ao amanhecer…
Sonhei contigo
Antes de adormecer.

No silêncio da noite,
Chorei,
Contigo no pensamento….
Queimei recordações,
Queimei ilusões
E as cinzas lancei ao vento!

No silêncio da madrugada,
Sem sono e cansado,
Procurei-te no vazio do meu coração,
Mas apenas encontrei
Cinzas de uma paixão!


By: Gonçalo Santos